Seguidores

domingo, 3 de junho de 2012

Poeira do caminho



Poeira do caminho

Lembranças, como breves instantes
São como poeira na velha estrada
Guardam histórias de viajantes
Que passam pela vida, em sua jornada.

Dos viajantes restam fragmentos
Sobrepondo histórias no caminho
Sorrindo prosseguem, sem lamento
Reconhecendo que não andam sozinhos.

Empoeirado por tantas lembranças,
Prossegue sereno o caminhante
Confundindo a memória com a esperança,
E a esperança com o instante.


Photo by Paulo Brabo

Um comentário: