Seguidores

terça-feira, 3 de maio de 2011

Sopa de Pedras: como você resolve seus desafios



Certa vez o Pedro Malazartes resolveu fazer uma sopa. Mas, pobre que era, não possuía nenhum ingrediente. Mas possuía sua criatividade.

Juntou umas pedras, pegou uma panela, encheu d'água e fez um fogo na frente da casa de uma senhora, que não entendeu nada. Água fervendo, colocava de vez em quando uma pedra. Ficava olhando a fervura, e com o canto dos olhos, a mulher. até que esta, não aguentando de curiosidade, veio perguntando: 'o que é que voce está fazendo?'
- Uma sopa de pedras, ele disse, para perplexidade da mulher.

Mas nunca vi uma coisa dessas... e essa sopa ficaria bem melhor se tivesse uns temperinhos, disse a mulher. Como o Pedro não tinha nada disso, ela foi em casa e trouxe. O cheirinho subiu tão gostoso que Pedro falou: "ahhh, se tivesse aqui um chouriço...!" Eu tenho um pedacinho lá em casa, correu a mulher, já voltando com suas ervas. E a conversa assim foi, Pedro falando e a mulher correndo: paio, pimentão, cenouras, batatas, cheiro-verde, alho, a cada pedra, uma colherada, bem poderia mais um pouquinho de... até que a mulher gritou: O Sal, estamos esquecendo o sal! Agora sim!

Sopa feita, pedras lançadas fora - era só pra dar o sabor diferente, disse Malazartes, sério, com cara de quem acabou de servir a eucaristia. Alimento servido e apreciado: seu Pedro, o senhor tem que me passar esta receita, disse a mulher, passando o pão no fundo do prato.

Com certeza! Mas antes, a senhora teria aí por acaso um pouquinho de café??

A sopa de pedras, com sua metáfora de esperteza, mas acima de tudo, de criatividade, deixa uma lição para todos os reclamões da vida. A pior coisa do mundo são pessoas que sempre possuem uma desculpa para não fazerem o que precisa ser feito. Quem quer alguma coisa, encontra um jeito. Quem não quer, uma desculpa.

Assim acontece nos relacionamentos, no trabalho, na educação. Encontrar soluções ou pelo menos buscar soluções é o espírito de quem deseja progredir, avançar, não se conformando com obstáculos, ameaças ou previsões pessimistas. Se algo precisa ser feito, basta encontrar uma forma - ou inventar!

Os derrotados, acomodados, pessimistas, conformados, subjugados, alienados, ou simplesmente preguiçosos vão buscar desculpas e se esconder atrás delas. Para estas pessoas, nada serve. São as que mais reclamam, mais criam caso, mais se ressentem, mais ficam melindradas e se fazem de vítimas. São uma tristeza.

Porém, se voce tiver apenas pedras, água e fogo, ainda assim poderá descobrir uma forma de preparar uma excelente sopa! A criatividade é diretamente proporcional à falta de alternativas: quanto mais difícil for uma situação, maior criatividade ela vai demandar para as pessoas que desejam encontrar um caminho.

Você sempre poderá escolher fazer parte da solução, ou será inevitavelmente parte do problema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário